Branding Pessoal: Como reagir frente às críticas?

JacPostReagirÀsCríticas

Ao ler o título desse artigo você deve ter se perguntado…

“O que branding pessoal tem a ver com receber críticas?”

Na verdade há mais relação do que se imagina. Afinal, a sua marca pessoal é formada ao longo de sua vida e a forma como você como reage frente à opinião dos outros certamente te ajudará no processo de aperfeiçoamento pessoal. Eu já tive muito problema com isso e quando comecei a usar a técnica do personal branding tudo mudou.

Primeiramente você precisa entender que nem sempre agradará aos outros, mas, mesmo assim, terá de tomar decisões e precisará agir em alguns momentos.

Aliás, recentemente escrevi sobre como ter mais confiança para tomar decisões importantes – aproveite para ler caso não se lembre.

Basicamente, independentemente das ações que você tome, sempre surgirão críticas. O diferencial de uma pessoa com uma marca pessoal forte é justamente saber usá-las a seu favor. Você deve e tem que se posicionar sempre, mas deve ter atenção no como fazer isso.

Eu entendo que existem dois tipos de críticas: as construtivas, que são justas, e as destrutivas, que muitas vezes são mais uma provocação do que um feedback.

Para cada uma delas é preciso agir de uma maneira diferente, mas antes de tomar qualquer atitude escute o que está sendo dito, pense sobre o assunto e somente reaja “de cabeça fria”. Lembre-se que você nunca deve se rebaixar ao nível da pessoa que está te criticando de forma agressiva ou injusta, como é o caso da crítica destrutiva.

Eu gosto muito da frase: “Quando te derem um veneno em forma de palavras você não precisa tomar”. Ou seja, quando fizerem uma crítica destrutiva à você, não se envenene!

Reagindo as críticas construtivas

As críticas construtivas são as que merecem atenção, já que elas ajudarão na construção do seu branding pessoal. Elas precisam ser vistas como um “toque” que recebemos para podermos melhorar em algum ponto.

Quando a recebemos precisamos repensar a forma como agimos e buscar melhorar o ponto que nos foi apresentado. Não adianta rebater na hora, falando que você estava certa e ponto.

Ouça o que o outro tem a dizer, agradeça a sinceridade e diga que pensará sobre o assunto.

Reagindo as críticas negativas

Esse tipo de crítica é normalmente feito por alguém quem tem inveja do seu trabalho ou está apenas querendo fazer uma provocação. Ela não traz nada de positivo, pelo contrário, visa apenas causar uma discórdia e “manchar” o seu branding pessoal.

A melhor coisa a fazer nesse caso é não dar atenção ao que foi dito, caso contrário a pessoa continuará a te provocar. Não entre nesse jogo para tentar pôr o outro para baixo e nem tente se justificar quando o outro não está disposto a ouvir.

As críticas negativas são feitas por quem possui baixa autoestima, não sabe como conseguir reconhecimento profissional ou são simplesmente medíocres. Elas jamais serão uma referência no seu segmento e farão de tudo para que você também não ser.

Infelizmente eu tive alguns “chefes” assim. Passei por maus bocados, mas sempre tentei aprender a não fazer igual. Os meus piores chefes os mais tiranos ou mesmo os mais intransigentes foram os que mais me ensinaram a ter resiliência, calma e muita paciência. Então, não foram tão ruins assim.

Por isso quanto menos audiência as der, melhor será para você e sua marca pessoal. E faça uma análise do que levou essa pessoa a ser assim e jamais faça igual.

O seu branding pessoal se fortalece com as críticas

A verdade é que ninguém gosta de receber críticas.

Eu no começo da minha carreira tive muita dificuldade para lidar com elas. Ainda mais quando me tornei executiva, muito jovem e com pouca experiência, costumava sofrer com cada crítica que ouvia.

Chorava, gritava por dentro e me perguntava “por que ele ou ela está fazendo isso comigo?”

Com o tempo aprendi a separar as críticas construtivas das negativas, colocar em prática o que eu extraía de bom delas e os resultados começaram a aparecer.

As críticas construtivas me ajudaram a me tornar uma executiva de sucesso.

Por isso, antes de reagir a uma crítica de forma reativa (sem pensar), busque entender qual a real mensagem que está sendo passada para você e de que forma ela pode ajudar na construção do seu branding pessoal.

Se for positiva tire o máximo de proveito dela e, se for negativa, ignore e siga adiante.

Se ainda tem um pouco de receio de ouvir críticas, aproveite para ler o artigo “Mensagem para as mulheres movidas por desafios” ele pode te ajudar a superar essa barreira e fortalecer o seu personal branding.

Forte abraço e lembre-se: Sua Marca é Você!
Jac Lopes

Gostou do texto? Não deixe de me seguir no Facebook, Linkedin e Instagram. Estou sempre postando conteúdos exclusivos nesses canais!

Posts relacionados